Ortodontia

Dentes alinhados e bem posicionados são uma das chaves para a saúde oral de qualquer paciente e para um sorriso bonito e harmonioso.

A Ortodontia, como especialidade da Medicina Dentária, visa o diagnóstico, prevenção e tratamento de irregularidades dentárias e faciais. Com o correcto alinhamento dos dentes haverá uma maior estabilidade e distribuição das forças mastigatórias, diminuindo o trauma e aumentando a longevidade das estruturas circundantes, nomeadamente da articulação temporo-mandibular (ATM).

O tratamento ortodôntico pode ser realizado em qualquer idade, desde que se respeitem os limites bio-fisiológicos individuais.

Face às exigências estéticas actuais, o Instituto de Implantologia® disponibiliza aos seus pacientes a Ortodontia lingual, onde o aparelho é colocado na face interna dos dentes, tornando possível ter um aparelho fixo colocado de um modo invisível.
Dentes alinhados e bem posicionados são uma das chaves para a saúde oral de qualquer paciente e para um sorriso bonito e harmonioso.

CASO CLÍNICO

 
ANTES   DEPOIS

Prostodontia

Esta área da Medicina Dentária representa uma das mais valorizadas pelos nossos pacientes uma vez que permite a devolução de dentes outrora perdidos e, consequentemente, a estética e a função.

São muitas as possibilidades de tratamento que a Prostodontia pode oferecer: soluções fixas ou removíveis, sobre implantes ou sobre dentes, totais ou parciais. Sem dúvida que as soluções fixas são a melhor solução de tratamento para recuperar dentes perdidos e as razões são várias. Não só permitem uma estética e função excelentes, como aumentam a segurança e auto-estima características de dentes naturais saudáveis.

No entanto, o Instituto de Implantologia®, como unidade médica polivalente, proporciona-lhe também soluções de reabilitação com próteses removíveis, que representam soluções mais económicas e que poderão, em certos casos, permitir um conforto e qualidade de vida satisfatórios.

 

CASO CLÍNICO

 
ANTES    DEPOIS

Dentisteria

É a área da Medicina Dentária que permite restituir a anatomia dentária perdida por cárie.

A cárie é uma doença oral dependente de vários factores: uma alimentação rica em açúcares, presença de placa bacteriana, alterações da saliva e características dos próprios dentes, entre outros.

O tratamento passa pela remoção de toda a estrutura dentária que se encontre cariada.

Este procedimento resulta na formação de uma cavidade que é preenchida com um de dois materiais restauradores altamente biocompatíveis: amálgama ou resina composta (compósito).

Para além da cárie dentária, a Dentisteria poderá solucionar situações de traumatismos e fracturas dentárias, alterações de cor ou malformações dentárias congénitas.
 

 

CASO CLÍNICO

 

 
ANTES   DEPOIS

Endodontia

Em situações em que o dente se encontra muito destruído por cárie dentária, fracturas, traumatismos ou desgaste acentuado e em que há comprometimento da polpa (tecido que contém o nervo e vasos sanguíneos do dente), é necessário desvitalizá-lo, para que possa ser mantido na cavidade oral.

A desvitalização consiste na remoção da polpa e no preenchimento do(s) canal(ais) radicular(es) com um material estanque que permita a manutenção de um ambiente hermético.

Este tipo de tratamento frequentemente necessita de mais do que uma consulta para que possa ser terminado, devido à necessidade de colocação de medicamentos específicos no interior do(s) canal(ais).

 

CASO CLÍNICO

 
ANTES   DEPOIS

Odontopediatria

O acompanhamento especializado desde os primeiros anos é a chave para uma dentição saudável, com uma estética e função adequadas.

A Odontopediatria é a área da Medicina Dentária que estuda e promove a saúde oral infantil e tem como principal objectivo a manutenção de uma dentição saudável até que os pequenos pacientes cheguem à idade adulta.

As crianças não podem ser consideradas adultos pequenos, necessitando de uma abordagem específica e adequada a cada etapa do seu desenvolvimento.

A partir do momento em que erupcionam os primeiros dentes, é importante a sensibilização dos pais para a correcta higiene oral da criança. É entre os 2 anos e meio e os 3 que deve ser feita a primeira visita ao Médico Dentista, não só para que sejam avaliados os dentes e gengivas, mas também a necessidade de algum tratamento específico, iniciando uma relação de proximidade com a criança para a aquisição de hábitos correctos.

Higiene oral

A consulta de Higiene Oral tem uma valência educativa e preventiva na adequação de hábitos e técnicas à condição específica de cada paciente.

O principal objectivo da consulta de Higiene Oral é a promoção de saúde e prevenção de doenças orais, a manutenção dos tratamentos realizados e uma melhoria estética que permitam um sorriso mais bonito e saudável ao longo do tempo. As visitas regulares à consulta de Higiene Oral são um factor determinante na manutenção dos seus dentes.

Na consulta de Higiene Oral é realizado um diagnóstico oral para rastreio de cáries, doenças das gengivas e diagnóstico de outros problemas que possa apresentar.

Além do referido é feita a remoção de tártaro e placa bacteriana através de destartarizações e alisamentos radiculares e também o polimento e jacteamento com partículas de bicarbonato para a eliminação de manchas superficiais.

É ainda da competência da Higiene Oral a aplicação de selantes de fissuras em crianças, flúor de alta concentração, produtos que diminuem a sensibilidade dentária, branqueamentos e a manutenção de reabilitações suportadas por implantes.

Oclusão

A oclusão dentária não é mais que a forma como os seus dentes se relacionam entre si.

Para se obter uma oclusão ideal é necessário que se estabeleça uma correcta relação entre os maxilares e ainda um posicionamento dentário que permita a manutenção de todas as funções orais - mastigação, fonação, deglutição e estética.

A má-oclusão dentária pode levar à alteração de uma ou todas estas funções, bem como em alguns casos, à disfunção têmporo-mandibular. Disfunção têmporo-mandibular no sentido amplo é uma afecção resultante do funcionamento anormal da musculatura da mastigação, da articulação têmporo-mandibular (ATM), estruturas associadas ou ambas na região buco-facial ou cervical. Pode provocar dores de cabeça ou pescoço, ruídos articulares (estalidos), zumbidos ou plenitude no ouvido, travamento ao abrir ou fechar a boca, limitação de abertura bucal, desgaste nos dentes e dificuldades na mastigação. Pode modificar características psicossomáticas do indivíduo reduzindo a sua qualidade de vida.

Cientes da importância da oclusão, no Instituto de implantologia® procuramos restabelecer uma oclusão dentária ideal em todas as nossas reabilitações.

Temos ainda clínicos com formação específica na área que poderão diagnosticar e tratar patologias relacionadas com a disfunção.

Cirurgia e Patologia Oral

Uma das áreas mais abrangentes da Medicina Dentária é a Cirurgia Oral. Esta especialidade médica é responsável por todos os actos cirúrgicos relacionados com as extracções de dentes que apresentem impossibilidade de manutenção na cavidade oral, nomeadamente dentes com lesões de cárie muito extensas e não restauráveis, dentes sem suporte ósseo, dentes inlcusos, entre outros.

É também responsabilidade da Cirurgia Oral o diagnóstico precoce de lesões da região da cabeça e do pescoço, como tumores e quistos, que tenham envolvimento directo ou indirecto com as estruturas orais, bem como a biopsia de algumas destas lesões e de outras que afectam as mucosas.

Neste sentido, o seu Médico Dentista, e nomeadamente os diferenciados em Cirurgia Oral do Instituto de Implantologia®, poderão ser um importante auxílio no diagnóstico e tratamento destas situações clínicas

Periodontologia

Uma das principais causas para a perda dentária em adultos é a doença periodontal. Este tipo de doença é causado por infecções bacterianas que afectam os tecidos vizinhos do dente, nomeadamente a gengiva e o osso que o suporta.

Numa primeira fase as bactérias causam apenas inflamação da gengiva e consequentemente uma gengivite. Se esta situação inicial não for resolvida as bactérias podem também atingir o osso e, nessa altura, causar uma periodontite.

A Periodontologia é uma área da Medicina Dentária que se ocupa deste tipo de problemas com vista a erradicação da doença. Para isso, são feitas várias consultas onde se procede inicialmente a um diagnóstico e de seguida a rigorosos e cuidados procedimentos de destartarização e alisamento das raízes dos dentes de forma a remover todas as bactérias que se encontram na sua superfície.

Em situações em que a doença se encontra mais avançada pode ser necessário recorrer a pequenas intervenções cirúrgicas mediante a utilização de anestesia local.

Os pacientes que apresentam, ou que já apresentaram este tipo de doença, são susceptíveis de voltar a apresentá-la, por isso é fundamental o acompanhamento por clínicos diferenciados nesta área para a realização de consultas de controlo, que evitem que o problema reapareça.

Contacto
Instituto de Implantologia-Medicina Dentária
Lisboa - Medicina Dentária


Instituto de Implantologia - Medicina Dentária Professor Doutor João Caramês.

Avenida Columbano Bordalo Pinheiro 50,5º
1070-064 LISBOA
( São Domingos de Benfica )
217 210 980
217 210 989